Gimik
Curtiu? Recomende!

CHECKPOINT

5 Motivos Porque O Assassins Creed 3 é o melhor jogo da franquia

Por: Pauline Gonçalves

5 Motivos Porque O Assassins Creed 3 é o melhor jogo da franquia

1. O Mestiço Índio/Britânico Ratonhnhaké:ton

 

Ele é de longe o meu assassino preferido, é a primeira vez na série Assassins Creed que acompanhamos a evolução de um personagem desde criança até se tornar um adulto.

Após a introdução do jogo, você será o Ratonhnhaké:ton, uma "criança selvagem”, e infelizmente as primeiras "pessoas da cidade grande" que ele terá contato serão justamente com os Templários.

Os Templários o emboscarão na floresta e queimarão sua vila sem mais nem menos, ele verá sua própria mãe morrer no meio do fogo em sua vila.

                                                  

Após esse evento, você verá o Ratonhnhaké:ton já adolescente, sobrevivendo no meio da selva sozinho com um de seus amigos que sobreviveu ao ataque dos “homens brancos”.

Ratonhnhaké:ton receberá da anciã de sua vila um artefato futurista, com o qual ele passará por uma experiência totalmente alucinógena, ele se transformará em uma águia e uma voz do além falará sobre o que acontecerá no futuro, caso ele continue trilhando o mesmo caminho, e que ele deverá procurar o símbolo dos Assassinos.

Em sua jornada, Ratonhnhaké:ton encontrará a casa de um senhor afro descendente que no passado tinha sido um assassino e pedirá para treiná-lo          

                                                    

 

2.  A verdade por trás do Sonho Americano

Em nenhum outro jogo da série Assassins Creed é mostrado a dura realidade da sociedade americana, o quão o ser humano é classista e racista. Logo no início do jogo, quando Ratonhnhaké:ton conhecerá a “cidade grande” pela primeira vez junto de seu mentor e ex assassino, este falará que seu nome deve ser alterado para um nome de "gente branca” e o nomeia de Connor.

 

                  

                  

                  

                

3 – Nos aprofundamos mais sobre a Ideologia Templária

No prelúdio do jogo, você jogará com Haytham, um templário que se envolve com uma indígena, Connor ou Ratonhnhaké:ton para os mais íntimos, é o fruto dessa relação proibida entre os dois.

Pela primeira vez compreendemos mais profundamente as reais intenções dos Templários, que tanto julgávamos como terríveis vilões da humanidade, vemos outro lado da história.

Ao desenrolar da trama, vemos que não existe um certo ou errado nos termos absolutos, que tudo é apenas uma questão de diferentes visões e ponto de vista entre Templários e Assassinos.

Haytham: Você se opõem a tirania. Injustiça. Estes são apenas sintomas. Sua verdadeira causa é a fraqueza humana. Porque você acha que eu continuo tentando mostrar-lhe o erro do seu caminho? 

4- Política Assasinos X Templários

Com muitos diálogos sobre paz e liberdade em Assassins Creed 3, podemos categorizar os Assassinos e Templários em causas políticas da atualidade.

Os Assassinos buscam a liberdade não importa o custo e que rumo leve a humanidade. Para os Assassinos as pessoas devem ser totalmente livres para escolher o que é certo e errado e deixar essa escolha refletir na sociedade.

Os Templários querem ordem, querem decidir o que é melhor para a sociedade. Eles acreditam que o povo não tem capacidade de escolher de forma correta as ações do mundo e que o povo precisa ser guiado por por um líder.

                                

Connor : O que realmente  os Templários procuram ?
Haytham : Ordem . Propósito. Direção. Não mais do que isso. É o seu grupo que quer confundir com esse papo absurdo da liberdade. Houve um tempo em que os assassinos pregavam um objetivo muito mais sensato , da paz.
Connor : Liberdade é paz.
Haytham : Oh , não. É um convite ao caos. Basta olhar para esta pequena revolução seus amigos começaram . Eu estava diante do Congresso Continental e escutei eles rugir e gritar . Tudo em nome de liberdade . Mas é apenas ruído.
Connor : E é por isso que você é a favor de Lee ?
Haytham : Ele entende as necessidades desta nação muito melhor do que os idiotas que juram epresentá-la.
Connor : Parece que a sua língua só tem amargura . As pessoas fizeram a sua escolha - e foi Washington.
Haytham : O povo escolheu nada . Foi feito por um grupo de covardes privilegiados que procuram apenas enriquecer. Eles reuniram-se em privado e tomaram uma decisão que iria beneficiá-los . Oh, eles podem tê-la disfarçado combelas palavras, mas isso não significa que seja verdade. A única diferença , Connor - A única diferença entre mim e aqueles que você ajuda - é que eu não finjo afeição .

5 – Os gráficos, a história a jogabilidade

Tudo bem que o Black Flag é muito mais bonito em questões de gráficos por ser um jogo mais recente, mas Assassins Creed 3 foi um divisor de águas em questão de jogabilidade e novidades.

Vimos pela primeira vez uma imersão do personagem com a natureza, você pode se esconder entre folhados e arbustos, você pode caçar animais para vender sua pele e ganhar dinheiro. Você pela primeira vez, pode navegar nos mares em barcos e navios. Você não escala somente prédios, mas corre de forma mais fluída e natural entre as árvores e finalmente recupera a vida automaticamente depois de um tempo como a maioria dos jogos da atualidade.                                                                                   

Esses são pra mim os 5 motivos que me fizeram apaixonar por esse jogo da série, para mim foi o que teve a história mais interessante e com mais revelações, mais política, mais profundidade na história do personagem principal e dos Templários e com belíssimos gráficos das florestas e natureza.

 

Sobre o autor:

Pauline Gonçalves

Viciada em games e tecnologia desde nova, possui diversos consoles de vídeo game de várias gerações. Atualmente trabalha com mídias sociais e marketing digital nos sites: Jogos Online, Jogos Brasil , Meninas ,Aprender Ganhar Dinheiro

Pode ser encontra no facebook para trocar idéias de games e trabalho.

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

2019 - Todos os direitos reservados